Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 30 de abril de 2013

OGX

No documento enviado a CVM as 21:18 hs. A OGX fez a reapresentação de estatuto social.

Motivo da Reapresentacao: Informações alteradas conforme descrito na Ata da AGE de 29/04/2013


Solicito aos prezados leitores atenção a leitura de todo estatuto e em especial as páginas 22 até 27. Pois no Blog defendemos a recuperação da empresa OGX diante do mercado e a teoria do fechamento de capital. Que será de grande valor cultural para todos os leitores e principalmente para a OGX , que poderá focar com maior intensidade em seu plano de negócios.

Porém na página 23 temos no artigo 36 o assunto: Cancelamento do registro da companhia.

CAPÍTULO VII
DA ALIENAÇÃO DO CONTROLE ACIONÁRIO,CANCELAMENTO DE REGISTRO DE COMPANHIA ABERTA E SAÍDA DO NOVO MERCADO

ARTIGO 36 - O cancelamento do registro de companhia aberta da Companhia está
condicionado à efetivação de uma oferta pública de aquisição de ações, a ser feita
pelo acionista controlador ou pela Companhia, conforme o caso, por um preço
mínimo correspondente ao valor econômico da Companhia apurado em laudo
elaborado por instituição ou empresa especializada, com experiência comprovada e
independência quanto ao poder de decisão da Companhia, seus administradores e
seu acionista controlador, além de satisfazer os requisitos do Parágrafo 1° do Artigo
8° da Lei nº 6.404/76, e conter a responsabilidade prevista no Parágrafo 6º desse
mesmo Artigo, mediante a utilização de metodologia reconhecida ou com base em
outro critério que venha a ser definido pela CVM, conforme definido no
Regulamento de Novo Mercado e respeitadas as normas legais regulamentares
aplicáveis.

Parágrafo Primeiro - A escolha da instituição ou empresa especializada
responsável pela determinação do valor econômico da Companhia é de
competência privativa da Assembleia Geral, a partir da apresentação, pelo Conselho
de Administração, de lista tríplice, devendo a respectiva deliberação, não se
computando os votos em branco, ser tomada pela maioria dos votos dos acionistas
representantes das ações da Companhia em circulação presentes naquela
Assembleia, que se instalada em primeira convocação deverá contar com a
presença de acionistas que representem, no mínimo, 20% (vinte por cento) do total
de ações da Companhia em circulação, ou que se instalada em segunda convocação
poderá contar com a presença de qualquer número de acionistas representantes
das ações da Companhia em circulação. Os custos de elaboração do referido laudo,
contudo, deverão ser assumidos integralmente pelo ofertante.

Parágrafo Segundo - O perito ou a empresa avaliadora escolhida pela Assembleia
Geral deverá apresentar laudo fundamentado, com a indicação dos critérios de
avaliação e dos elementos de comparação adotados e instruído com os documentos
relativos aos bens avaliados, e comparecerá à Assembleia que conhecer do laudo, a
fim de prestar as informações que lhe forem solicitadas. Não obstante, o avaliador
continuará responsável, perante a Companhia, os acionistas e terceiros, pelos
danos que lhes causar por culpa ou dolo em sua avaliação, sem prejuízo da
responsabilidade penal em que tenha incorrido.


http://siteempresas.bovespa.com.br/consbov/ArquivoComCabecalho.asp?motivo=&protocolo=378038&funcao=visualizar&Site=C


Um comentário:

  1. O que isso significa? Isso seria realmente aprovado em votação?

    ResponderExcluir