Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 7 de janeiro de 2012

Pobres que ficaram ricos.

Andei lendo e estudando as biográficas de alguns homens de sucesso, que ficaram ricos, mas não nasceram ricos, simplesmente enriqueceram, ou se tornaram grandes personalidades ao longo de suas vidas. A grande maioria deles ainda vive, e todos nós conhecemos. O que faz uma pessoa nascer no interior do nordeste, filho de pais extremamente pobres, e sem instrução nenhuma, chegar à presidente de um país? A história está recreada de homens que começaram lá de baixo, como o dono da Wal Mart, conseguindo criar um império de alguns bilhões de dólares. Porque isso acontece? Um homem começou um pequeno negócio na garagem da sua casa, e hoje é o homem mais rico do mundo. Porquê? Eu poderia citar centenas de caso de pessoas bem sucedidas que quebraram várias vezes antes de se tornarem ricas, ou pessoas que começaram do zero e construíram grandes fortunas. E o que todas elas têm em comum? Analisando a vida de cada uma dessas pessoas, notei que elas têm algumas particularidades. Todas elas tinham perseverança, atitude positiva, trabalharam duro e constante, e souberam aproveitar na hora certa as oportunidades surgidas. Muitas oportunidades nos são apresentadas, mas geralmente declinamos por medo, comodismo ou mesmo preguiça. Qualquer um pode mudar o rumo da sua vida, se você quiser algo diferente, tem que fazer alguma coisa diferente, se você fizer as mesmas coisas sempre, vai obter os mesmo resultados. Nem sempre a gente pode fazer um novo começo, mas a qualquer momento podemos construir um novo final.

Existe também amigos pessoas que nascem milionárias e depois ficam pobres, ... Eu há dois meses até comentei aqui no Blog, eu quando garoto era muito pobre morava em um barraco na vila cruzeiro, e quando tinha meus 5 a 6 anos de idade meu pai , que é sapateiro até hoje , me colocou para ajudá-lo a engraxar sapatos, o ponto dele era proximo a estátua do Osório que fica em frente da antiga Bolsa de Valores na praça XV , isso daí era 1978, 1979... uma época de grandes dificuldades,... quando eu cheguei naquele local, via aqueles homens de camisa social branca e calças de tergal muito bem engomadas e senti dentro de mim uma energia muito forte, ... e um certo dia, um senhor parou para engraxar o sapato e estava acompanhado de seu filho que era um pouco mais velho do que eu,... e disse assim para o filho: " Tá vendo aquele garoto, que não tem familia, que não tem nada , sabe o que ele vai ser, o futuro dele ? Vai ser um trombadinha , um pivete de rua "... foram essas as palavras dele... eu me lembro que as palavras dele, entraram pelo meu peito, e me fizeram sentir a dor mais forte que já senti até hoje... eu me lembro que fui caminhando da Praça XV até a Central do Brasil para pegar meu trem aos prantos, ... e na Central, uma senhora me abordou e me perguntou o que tinha acontecido... E eu contei tudo para essa senhora, ... ela segurou forte em meus braços e disse: " Meu filho, vc vai ser aquilo que vc quiser ser, a escolha é sua ... " E eu disse para mim que um dia eu iria ser um homem de negócios, um trader de mercado financeiro ... e estudei muito, estudo muito, ... ralei muitas horas de estudo no papiro do mercado financeiro... E passados mais de 30 anos do acontecido, aquela senhora estava certa , tem 2 meses o que eu vou contar ... Eu tinha levado a minha namorada ao trabalho e na volta eram umas 8 hs da manhã parei meu carro em frente a uma barraca de flores em uma feira em Vicente de Carvalho , aqui no Rio... Eu desci do veiculo, estava bem arrumado, bem vestido ... perguntei a sra da barraca de flores quanto era a dúzia das rosas, comprei 2 duzias de rosas brancas, pois todos os domingos eu levo na Igreja de Santa Rita , e o marido dela veio me entregar o troco , um senhor de cabeça bem branquinha , e quando ele me olhou nos olhos, e assim ficou por uns 30 segundos , e me disse : " eu me lembro de vc rapaz ", e eu disse ... eu não me lembro sr, ... ai ele me perguntou , vc mora onde , vc é da antiga Boverj, vc é filho de qual doutor ? Ai disse para ele, eu moro em Olaria, realmente eu estava na Boverj na data que o sr mencionou, mais eu não sou filho de nenhum doutor,... Eu Sr engraxava seus pares de sapatos... E assim finalizamos a conversa. Esse senhor era o antigo dono da Cia Santo Amaro de Veiculos, uma dos maiores revendedores de veiculos da Ford do Brasil e que foi a falencia em 1995 e foi aquele senhor que disse que um dia eu seria um trombadinha.

Vcs amigos , estão tendo a oportunidade de estudar, abraçem todas as oportunidades que tem na vida, ralem, façam das adversidades momentos para crescer na vida, vibrem com aquilo que fazem , e para fazer bem precisa amar o que faz. Um bom final de semana a todos.

3 comentários:

  1. Silvio, que historia amigo! Confesso que fiquei emocionado e ao mesmo tempo muito contente com sua trajetória de sucesso! Ela também nos faz lembrar que mundo da voltas! Um excelente final de semana! Rafael - Blog Rico por Acaso

    ResponderExcluir
  2. É muito bom ter alguém do lado de fora que nos indica o caminho, pois eles sempre existem e sem entusiasmo o corpo esmorece.abração

    ResponderExcluir